Compartilhe

Programa Observador Social Mirim inicia nas escolas de Pomerode

Publicado em 18/06/2019 às 09:27 - Atualizado em 18/06/2019 às 09:31

Aplicação do Programa Observador Social Mirim, em Pomerode.
Créditos: Michele Prada Baixar Imagem

Nestes meses de junho e julho, os alunos do 6º ano das escolas públicas municipais e do 4º ano das escolas particulares de Pomerode terão um incremento na grade curricular: vão aprender um pouco mais sobre a importância social dos tributos como instrumento para a construção de uma sociedade mais justa. Com a aplicação nas escolas do Programa Observador Social Mirim – Educação Fiscal e Cidadania, assuntos como corrupção, cidadania, transparência, responsabilidade e controle social serão tratados de forma lúdica.

Em Pomerode, a iniciativa acontece por meio de parceria entre a Associação dos Municípios do Médio Vale do Itajaí (Ammvi), o Observatório Social, a Prefeitura Municipal e a Associação Comercial e Empresarial (Acip). O Programa serve de apoio pedagógico e complemento educacional e objetiva implantar a cultura do controle socialnas novas gerações.

Durante a interação com os alunos, serão abordados temas relacionados às atividades do Observatório Social, organização política do Brasil, cidadania e respeito, educação fiscal, voto consciente, planejamento público e democracia.  Os assuntos serão apresentados de forma dinâmica, utilizando-se jogos e brincadeiras com o intuito de instigar os alunos a tirar dúvidas e consolidar o conteúdo. Além disso, os alunos receberão o Caderno de Educação Fiscal e Cidadania.

A expectativa, em Pomerode, é que sejam contemplados cerca de 430 alunos em 16 turmas do 4º e do 6º ano do ensino fundamental, atingindo oito escolas públicas e duas particulares.  Conforme a controladora interna da Ammvi, Sabrina Furlani, sem o apoio e a dedicação de todos os parceiros, não seria possível a execução do Programa em todos os municípios do Médio Vale do Itajaí.

A coordenadora do Observatório Social de Pomerode, Letícia Fernandes, explica que, durante as atividades com os alunos, são esclarecidas as dúvidas e enfatizadas questões relacionadas aos direitos e deveres, como também busca-se estimular a cooperação e o papel do cidadão para a boa administração dos recursos públicos. Ao final, os alunos receberão um certificado de Observador Social Mirim e uma lupa de brinde.

“Ficamos felizes em trabalhar este conteúdo com nossas crianças, que são o futuro de Pomerode e do país. Queremos que, a cada dia, possamos evoluir no controle social, no respeito e na cooperação e, programas como este, contribuem para a formação de cidadãos participativos e conhecedores de seus direitos e deveres”, enfatiza o tesoureiro da Ammvi, Ércio Kriek, prefeito de Pomerode.

O Observador Social Mirim foi criado em 2016 pelo Observatório Social de Brusque (OSBr). Por meio de termo de parceria com a Ammvi, o OSBr concedeu o direito de replicar o Programa aos demais municípios da região. Com isso, o Observatório Social de Pomerode patrocinou os kits com as brincadeiras lúdicas e está executando o Programa no município. A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Educação, mobilizou as escolas para participar da ação.

As atividades em sala de aula serão desenvolvidas pela coordenadora do Observatório Social de Pomerode, Letícia Fernandes, como também por professoras voluntárias no Programa. Este tem também uma música que é ensinada aos alunos: Observador mirim, entrando em ação, respeito, disciplina e cooperação.

Observador Social Mirim no Médio Vale

O Observador Social Mirim é um programa de apoio pedagógico e complemento educacional que visa promover a cidadania, enfatizar a transparência, despertar a responsabilidade social, prevenir e combater a corrupção e reforçar atitudes individuais corretas. Ele foi criado em 2016 pelo Observatório Social de Brusque (OSBr).

Em abril deste ano, a Ammvi assinou termo de cooperação com o OSBr para estender o Programa a todos os municípios do Médio Vale do Itajaí. A partir disso, o Programa está sendo desenvolvido por meio de parceria entre Ammvi, Observatórios Sociais, entidades empresariais, Secretarias de Educação e prefeituras dos municípios do Médio Vale.

As atividades já estão sendo aplicadas em Brusque, Botuverá, Guabiruba, Indaial e Pomerode. “É um trabalho maravilhoso que se iniciou em Brusque e, desde então, temos buscado os observatórios sociais e as entidades empresariais da região para serem parcerias na execução deste programa nos municípios”, enfatiza o tesoureiro da Ammvi e prefeito de Pomerode, Ércio Kriek. Para ele, os observatórios sociais têm papel fundamental no controle social e contribuem para administrações municipais eficientes.

Michele Prada, Ascom AMMVI.


Galeria de Fotos

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
  • {{galeriaMultimidia.length + galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar

Rua Alberto Stein, 466, Bairro Velha, Blumenau - SC
CEP: 89036-200